Não está vendo resultados? Você pode estar treinando na sua “zona de conforto”

Não está vendo resultados? Você pode estar treinando na sua “zona de conforto”

A grande maioria das pessoas fazem suas atividades físicas dentro do que é conhecido como “zona de conforto”. Em consequência apresentam pouca ou quase nenhuma melhora no desempenho, e isso se reflete no próprio corpo, que muda pouco.

Após passar pela fase de adaptação é importante ultrapassar essa “barreira de conforto”, pois a condição física apresenta uma melhora toda vez que a intensidade do exercício for um pouco maior que a habitual. Esse esforço a mais é conhecido como “sobrecarga”. No período de descanso, entre uma sessão e outra de treino, o corpo passa por um processo de recuperação e readaptação ao estímulo dado, a musculatura e o sistema cardiorrespiratório ficam mais fortes e eficientes. Se for difícil perceber a diferença entre esse conforto e uma necessidade de esforço maior, o resultado pode ser a frustração, o que em muitos casos pode levar ao abandono prematuro das atividades físicas.

Faça avaliações e testes para se auto avaliar (fale com o professor) durante o exercício aeróbico, se você notar que é possível conversar por quase todo o tempo da atividade, isso significa que a intensidade está abaixo do que deveria. Um bom exemplo de progressão é observar uma pessoa que consegue caminhar três quilômetros em 30 minutos. Depois de algumas semanas, ela deve conseguir fazer o mesmo percurso em um tempo menor e/ou aumentar o percurso. Isso mostra como o corpo ganha condicionamento.

No caso dos exercícios de resistência muscular localizada, força e potência, se, ao terminar uma série de repetições, não houver nenhuma manifestação de cansaço, é sinal de que os pesos estão mais leves do que o recomendável para ganhar força e massa muscular. Em situações assim, não há jeito, é preciso certo cansaço para chegar ao objetivo.

Geralmente quando estamos treinando forte e não vemos resultados colocamos a culpa no professor ou no treino. E vou dizer a verdade pra vocês, em 50% dos casos a culpa é mesmo do treino. Dependendo do seu somatotipo, a intensidade pode estar errada. Se você é magro e quer ganhar massa muscular, treinar demais pode fazer você emagrecer (metabolismo acelerado). Agora se você esta “acima do peso” a e vai para academia três vezes por semana, seu treino deve estar sem intensidade (intervalo muito longo entre as séries), você precisa treinar mais para acelerar o metabolismo.

A zona de conforto é um estado de espírito. Aprenda a reconhecer que o desconforto é um obstáculo mental para o seu objetivo. Seu objetivo tem que ser mais forte do que o seu desconforto. Se for assim, ele só te atrapalhará no começo.

Chegar ao topo é fácil, porem se manter no topo é difícil, isso requer que o aluno ou atleta se dediquem mais ao treino e, para isso, terão que sair da zona de conforto.

“Se você fizer o que você sempre faz, irá ter o que sempre teve.”

Professor Augusto

e-book emagrecimento

Post Recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Tudo sobre os mais diversos temas sobre treinamentos, modalidades e dicas.

Share via
Copy link