O que é canelite? Conheça as causas, sintomas e como prevenir

canelite

O que é canelite? Conheça as causas, sintomas e como prevenir

Você sabe o que é canelite? O problema é muito comum em quem pratica esportes de forma inadequada. A condição afeta os ossos e pode limitar os movimentos. Isto é, são dores na canela. Por isso, a motivação para começar a treinar na academia deve ser acompanhada de paciência e atenção à intensidade dos exercícios.

Entenda melhor sobre o tema e facilite a qualidade dos seus treinos. Pensando nisso, selecionamos as principais questões sobre a condição, consequência de treinos mal realizados e outras situações. Dessa forma, após a leitura deste texto você saberá o que é canelite, quais as causas, sintomas, melhores formas de tratamento e prevenção. Acompanhe!

O que é canelite?

A dor na canela é uma condição que afeta tanto iniciantes na atividade física como atletas avançados. Também chamada de síndrome de estresse do medial tibial, a canelite é a consequência de quem usou excessivamente os músculos, tendões e ossos da região.

Entender melhor a canelite é uma ótima oportunidade para exemplificar alguns dos principais desafios ao construir uma rotina de treinos. O caminho para fortalecer os músculos, eliminar gordura e ganhar massa magra precisa de atenção com o acúmulo de estresse no corpo.

Em outras palavras, muitas das lesões adquiridas na academia são resultados de algumas semanas de exercícios e outras atitudes não indicadas. No caso da canelite, há quem desenvolva dores leves, sentidas apenas quando a região é pressionada, e dores mais intensas que necessitam de medicação.

Se o seu corpo não está preparado para um treino intenso, em que você correu 20 minutos na esteira, em uma média de 9 km/h, a canelite pode ser uma consequência. Quem faz atividade física regularmente sabe que obstáculos podem aparecer, limitando suas idas aos treinos.

Quais as causas da canelite?

O exemplo que demos acima sobre correr na esteira facilita entender as causas da canelite. Imagine que uma colega de academia, que vamos chamar de Rosa, quis pesar o dedo no controle de velocidade da esteira. Normalmente, a velocidade colocada por ela é de 6 km/h.

No entanto, motivada por uma viagem a uma praia com uma turma de amigos, Rosa quer secar a barriga e achou que poderia conseguir o objetivo ao intensificar alguns dias de treino. O resultado foi uma canelite intensa, a qual precisou ser medicada para controlar a dor.

Dois pontos nesse episódio são importantes: Rosa não tinha uma dieta rica em cálcio e minerais; e o corpo não estava acostumado a mudanças abruptas para um treino intenso. Então, a consequência foi um pedido de socorro do seu corpo.

Logo, a causa a soma do estresse contínuo na estrutura da canela, por conta de exercícios físicos e de uma baixa nutrição. A canelite pode ter sérias complicações se não tratada adequadamente. Isto é, intervenções cirúrgicas ou comprometimento de outros tecidos musculares e ósseos.

Quais os sintomas e melhores formas de tratamento?

A dor na canela é o principal sintoma da canelite. Como falamos, ela é resultado de uma mudança abrupta na intensidade de treinos ou do acúmulo de atividades físicas inadequadas para os limites de casa pessoa. Além disso, uma boa nutrição é importante. Então, se você estiver sentindo dores nas pernas e observar que teve atitudes parecidas com as indicadas, pode ser que esteja com canelite.

As melhores formas de tratamento são analgésicos, compressas de gelo e muito repouso. Dessa maneira, o músculo consegue se recuperar. O pós-recuperação necessita de uma dieta rica em cálcio e do respeito aos limites do corpo. Por isso, converse com o instrutor da academia, exponha suas dificuldades para que ele faça um treino adequado ao seu contexto.

O que fazer para evitar a canelite?

Nosso corpo é parecido com uma floresta. Cada parte é fundamental para promover o equilíbrio. Isto é, rios, animais e a vegetação ajudam-se mutuamente para conseguir manter o ecossistema saudável. De modo semelhante, precisamos respeitar as funções de cada parte do nosso corpo.

Falamos isso, pois esse é o principal raciocínio para evitar a canelite. Isto é, o aprendizado de até qual espaço é possível exercitar o seu corpo e quais as principais medidas para facilitar isso. Separamos três aspectos que podem evitar a canelite. Falamos mais deles logo abaixo!

Faça aquecimento

Aquecer o corpo é fundamental para evitar lesões em geral. Os exercícios de alongamento e ativação da musculatura facilitam que as fibras dos tecidos musculares e ósseos estejam mais capazes de suportar as microlesões provocadas durante o treino.

Sabemos que para muitas pessoas, o tempo para academia é reduzido e, por isso, a etapa do aquecimento pode ser esquecida. No entanto, separar 15 minutos para fazer uma boa ativação previne a canelite, aumenta os resultados e a disposição.

Utilize calçados adequados

Outra questão importante é a utilização de calçados confortáveis. Uma das atitudes mais equivocadas na academia é o uso de sapatos que não tenham um bom sistema de amortecimento. Além disso, a numeração deve estar adequada.

Isto é, o tênis não deve ficar na exata medida do pé, mas guardar um pequeno espaço de 1 ou 2cm. Com o movimento do corpo, a circulação sanguínea é intensificada e os pés incham. Por isso, é necessário garantir o espaço para que o exercício não sofra limitações, criando esforços em regiões em que isso não deve acontecer, como as articulações.

Garanta a ingestão de alimentos ricos em cálcio

Como você deve imaginar, ossos fracos contribuem para lesões como a canelite. Uma alimentação rica em cálcio pode prevenir a ocorrência desses rompimentos. Por isso, tenha uma dieta rica em espinafre, castanha-do-pará, iogurte, queijos e outros alimentos que ajudam a fortificar os ossos.

Descobrir o que é canelite pode ajudar você a fazer treinos com mais qualidade. Nesse sentido, evitar a dor na canela faz parte de um conjunto de estratégias de prevenção para facilitar a continuidade da sua rotina de exercícios. Como vimos, a utilização de sapatos adequados, fazer aquecimento antes da atividade física e a ingestão de alimentos ricos em cálcio são formas indicadas para evitar a condição.

A canelite é apenas uma das lesões que se pode adquirir ao treinar de forma inadequada. Se você se interessa por esse assunto, confira a leitura sobre como diminuir o risco de lesões na musculação.

e-book emagrecimento

Post Recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Tudo sobre os mais diversos temas sobre treinamentos, modalidades e dicas.

Share via
Copy link