O que é hipóxia e qual a sua relação com o treino utilizando máscaras?

quantas frutas comer por dia
Quantas frutas comer por dia? Saiba como diversificar a sua dieta
25 de outubro de 2021
wellness e fitness
Wellness e fitness: qual é o melhor estilo de treino para você?
8 de novembro de 2021
Mostrar Todos

O que é hipóxia e qual a sua relação com o treino utilizando máscaras?

hipóxia

Você sabe o que é hipóxia? Essa é uma condição clínica que aponta falta de oxigenação sanguínea em determinado tecido ou área do corpo. Isso pode ocorrer por diferentes razões que podem incluir doenças (agudas e crônicas) ou ar rarefeito.

O ar rarefeito é aquele encontrado em altas altitudes, em que a pressão atmosférica é menor, o que afeta a concentração de gases presentes na atmosfera. Essa característica faz com que o indivíduo tenha uma baixa performance física ou passe por mal-estar.

É válido mencionar que indivíduos treinados em alta altitude (de 1.500 a 2.500 metros acima do nível do mar) apresentam diferenças fisiológicas que aumentam seu desempenho. Uma das mais importantes é o aumento dos glóbulos vermelhos, que auxiliam no transporte e na captação do oxigênio por meio da respiração.

No mundo fitness, foram criadas máscaras que simulam esse efeito. Ao longo dos últimos anos, elas vêm se popularizando e você saberá tudo sobre o assunto nesta postagem. Gostou da ideia? Então, continue a leitura até o final!

A procura por esse tipo de treinamento na pandemia

As máscaras de treino de alta altitude já existem há algum tempo. Contudo, seu uso começou a se popularizar com um pouco mais de velocidade nos últimos dois anos. As razões são variadas e vão desde a maior aceitação para uso de máscaras em público por conta da COVID-19 até o próprio aumento do interesse pelos resultados.

Essas máscaras são semelhantes às tradicionais no mercado. A diferença é que elas apresentam uma pequena válvula que aumenta a constrição de ar durante a respiração. O resultado é que o indivíduo passa a inspirar menos oxigênio e, consequentemente, desenvolve alguns dos benefícios do treino em alta altitude.

Sobre a eficácia do uso das máscaras de altitude

É importante ressaltar que alguns estudos ainda estão sendo realizados sobre a total eficácia do treino com máscaras. Uma das principais áreas de debate é sobre a preferência desse método na adaptação em altas altitudes, é em relação ao tempo de uso.

As máscaras só são capazes de restringir a quantidade de ar inspirado e, normalmente, são utilizadas somente por um breve período de tempo. O mesmo não acontece quando uma pessoa vai para um local com menor pressão atmosférica, onde inúmeras forças e fatores ambientais criam uma mudança fisiológica mais profunda, que também acontece por conta da duração da estadia.

Além disso, as máscaras apenas alteram a quantidade de ar aspirado e não mudam em nada a composição atmosférica, o que gera outro ponto de discussão. Ainda assim, o treino com os acessórios apresenta alguns benefícios e pode ser incluído de maneira pontual no treinamento.

Quando o treino em hipóxia é indicado

O treino em hipóxia normalmente é indicado para aqueles que farão alguma prova em alta altitude. Qualquer tipo de competição em ar rarefeito demanda uma grande preparação, tanto para manutenção dos resultados quanto para segurança do próprio atleta. Portanto, essa é a primeira recomendação para o treinamento com respiração restringida.

Em outros cenários, temos aqueles que buscam maior resultado em força e em aumento do volume muscular. Os indivíduos que têm esses objetivos podem ter certa vantagem ao treinar com as máscaras de alta altitude. No entanto, tudo depende do protocolo e do nível atual do atleta.

Por fim, há aqueles que buscam pura e simplesmente condicionamento físico, que nada mais é do que a melhora da capacidade cardiovascular. Esses são aqueles que mais podem colher benefícios com seu uso.

Aplicação no treino de força e hipertrofia

No treino de força e hipertrofia, o uso da máscara de altitude tem como objetivo aumentar o estresse metabólico em determinado grupamento muscular, para, consequentemente, gerar uma resposta maior do organismo para sua recuperação.

A ideia seria potencializar os mecanismos de reparação muscular para conseguir um aumento da hipertrofia. Os estudos ainda não comprovam essa hipótese de maneira clara, mas esse é um recurso que pode ser utilizado por aqueles que desejam quebrar o efeito platô.

Aplicação no treino aeróbico

No treino aeróbico, a máscara de altitude tem como principal objetivo dificultar a inspiração do atleta. Esse esforço maior para conseguir respirar gera mais estresse em todos os grupamentos musculares que são responsáveis pela nossa respiração.

Com uso regular e programado da máscara, é possível ter maior eficiência em todo o processo de ventilação, mas a comprovação sobre melhoras significativas ou semelhantes ao ar rarefeito ainda precisam ser descobertas com estudos mais aprofundados sobre o tema.

Ainda assim, a máscara é um recurso que pode ser utilizado de maneira programada e pontual, especialmente por atletas que precisam ter maior performance cardiovascular. Entretanto, seu uso não exclui as metodologias de treino mais tradicionais que comprovadamente aumentam o condicionamento físico.

Como treinar dessa forma de maneira segura

Se o seu objetivo é treinar com algumas dessas máscaras, é importante seguir alguns passos importantes. Abaixo, falaremos sobre cada um deles. Veja!

Tenha máscara apropriada

O primeiro passo para conseguir treinar em hipóxia é utilizando uma máscara apropriada. Note que ela deve ser própria para o treinamento esportivo. Equipamentos de construção ou para qualquer outra finalidade, mesmo que semelhantes, não são capazes de gerar a mesma resposta no organismo. Portanto, inicie com um acessório devidamente projetado para esse objetivo.

Siga um protocolo seguro e já testado

Muitas pessoas imaginam que dificuldade é sinônimo de mais resultados no treinamento. Contudo, isso não é verdade. Para conseguir uma boa resposta do organismo, é preciso seguir protocolos seguros e que já foram testados.

Isso significa que o uso da máscara deve ser pontual e não completo e para todos os exercícios. Até mesmo atletas do MMA, que utilizam o equipamento, fazem seu uso de maneira restrita e em circunstâncias específicas. Por essa razão, entenda seu uso e seus objetivos antes de utilizá-lo.

Conte com o acompanhamento do profissional de Educação Física

Por fim, não se esqueça que o profissional adequado para indicar e prescrever esses protocolos mencionados acima é o de Educação Física. Ele saberá com clareza quais são os momentos da utilização da máscara e se você precisa ou não fazer o uso desse equipamento.

Note que o acompanhamento desse profissional também é fundamental para sua segurança, especialmente quando levamos em conta alguns sintomas, como tontura, vertigem e outros sinais que podem causar danos à saúde.

Agora que você sabe o que é hipóxia, lembre-se de que os treinos intensos são pontuais e de que é preciso respeitar seus próprios limites para não ter nenhum efeito adverso com os exercícios físicos em excesso. Afinal, protocolos severos, contínuos e mal prescritos provocam lesões e problemas mais graves.

Gostou deste post? Então, continue lendo os temas relacionados. Confira nosso outro conteúdo sobre treinos de academia e entenda mais sobre o assunto!

ebook terceira idadePowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *