Veja 6 mitos e verdades sobre academia que você precisa conhecer!

efeito platô
Afinal, o que é e como evitar o efeito platô? Entenda!
29 de junho de 2020
escolher uma academia
Afinal, como escolher uma academia? Veja 7 fatores a considerar!
20 de julho de 2020
Mostrar Todos

Veja 6 mitos e verdades sobre academia que você precisa conhecer!

mitos e verdades sobre academia

Existem inúmeros mitos e verdades sobre academia que você deve conhecer. Como a maioria das pessoas já sabe, o mundo fitness é repleto de teorias e novas abordagens, mas, infelizmente, muitas delas não são as mais adequadas para seus resultados.

Para que você não caia nessas armadilhas, nós separamos alguns dos pontos mais comuns que os iniciantes costumam ouvir ao iniciar seus treinamentos, sejam eles com peso ou com exercícios cardiovasculares (como a corrida, por exemplo).

Sabendo e entendendo cada um desses pontos, temos certeza que seus resultados serão melhores, assim como seu bem-estar. É sempre importante frisar que as atividades físicas são a melhor maneira de conquistar a saúde e um estilo de vida equilibrado.

Está pronto para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

1. Treinar dá mais fome?

Respondendo de maneira rápida, sim. Treinar realmente costuma aumentar o apetite do praticante de atividade física, e isso acontece por inúmeros motivos.

O mais notável deles é a resposta natural do organismo para o novo estímulo. Como são necessárias novas adaptações fisiológicas, o corpo precisa de mais nutrientes e de mais energia para conseguir efetuar essas novas mudanças, por isso, naturalmente a fome aumenta como um mecanismo de obtenção desses nutrientes.

É importante mencionar que esse efeito é observado em intensidades diferentes. Algumas pessoas podem passar a ter mais fome, enquanto outras mal sentem diferença.

Essa grande variedade acontece normalmente por conta de fatores genéticos, que influenciam o metabolismo de cada indivíduo de maneira particular.

A intensidade do treino e até mesmo o nível do praticante (se ele é iniciante ou avançado) também influenciam nesse aspecto. Exercícios aeróbicos também são capazes de aumentar a fome.

2. Musculação deixa a mulher masculinizada?

Esse é um grande mito que foi perpetuado por muitos anos. Há algumas décadas, existia a noção de que mulheres poderiam ficar fortes como os homens se treinassem com pesos, hoje, nós sabemos que a realidade é bem diferente.

Para uma mulher ficar com o mesmo nível muscular de um homem que treina regularmente, é necessária a utilização de recursos ergogênicos (substâncias que aumentam desempenho e recuperação pós-exercício).

Sem a utilização dessas substâncias, é praticamente impossível fazer com que uma mulher tenha o mesmo volume e densidade muscular de um indivíduo do sexo masculino.

Isso ocorre pelas diferenças estruturais e até mesmo hormonais que cada sexo apresenta naturalmente. O mito de mulher masculinizada foi propagado pelas fisiculturistas que atingiram grande desenvolvimento muscular, muito acima da média.

Entretanto, como a maioria da população não busca tal desenvolvimento, não há o que temer: a musculação não só é totalmente segura como ajuda a realçar suas curvas femininas.

Portanto, mulherada, pode cair no treino que é sucesso na estética e na saúde. As chances são mínimas para obtenção de grandes braços ou corpo com aspecto mais masculino.

3. Treinar de manhã é melhor?

O debate sobre qual horário é melhor para treinar é antigo e apresenta inúmeras controvérsias.

Algumas pesquisas científicas de fato apontam que treinar pela manhã pode ser mais producente para alguns indivíduos, entretanto, existem inúmeras variáveis que podem contestar esse resultado.

Uma delas é a possibilidade de nutrição. Enquanto algumas pessoas se sentem bem ao se alimentarem bem pela manhã, outras são praticamente incapazes de comerem uma grande refeição antes de treinar.

Portanto, logo encontramos um primeiro embate nessa afirmativa. Outro aspecto que influencia o bem-estar de treino nesse momento é a quantidade (e qualidade) do sono.

É notável que alguns indivíduos conseguem dormir menos e se sentirem mais revigorados, enquanto outros demandam mais tempo com a cabeça no travesseiro para encontrar o mesmo benefício.

O tipo de treinamento, duração e até mesmo nível do praticante também pode influenciar profundamente na sensação de bem-estar de treino pela manhã. Até mesmo o hábito pode gerar respostas duvidosas.

Portanto, saiba que o melhor horário para treinar é aquele em que você se sente bem. Evite mitos e respostas prontas para algumas das questões que são mais complexas.

Se você consegue treinar com boa intensidade, isso significa que o horário é excelente para suas necessidades — não importa se é pela manhã ou, até mesmo, na madrugada.

4. Não é recomendado fazer musculação todos os dias?

Esse é mais um mito, mas que apresenta um pequeno fundo de verdade.

A princípio, a musculação pode ser feita todos os dias. Entretanto, é preciso ter um programa de exercícios bem planejado para que você consiga ter essa alta frequência de treinamento.

É preciso alternar entre os grupos musculares e, além disso, introduzir um volume de treino (séries, repetições e número de exercícios) que não coloque seu corpo em overtraining (excesso de treinamento).

Seu nível de atividade atual também influencia nesse aspecto e, assim como no caso anterior, existem inúmeras variáveis que podem dizer se o treino diário é ou não indicado para sua pessoa.

Para não errar, procure um profissional de educação física e converse com ele no momento da realização do seu treinamento. Ele saberá “dosar” a quantidade de exercício que você precisa de maneira adequada.

Lembrando que você também pode alternar seu treinamento com peso com outras atividades, como lutas, natação, corrida e uma infinidade de alternativas.

Só não esqueça que o descanso é vital para seus resultados. Portanto, na dúvida, procure um profissional e não deixe de escutar seu corpo — dores, desconfortos, perda de força e cansaço são sinais de que seu treino está em excesso.

5. Fazer musculação engorda?

Esse é mais um mito que deve ser devidamente quebrado. Especialmente para quem procura ganhar peso e maior volume muscular.

A musculação por si só não é capaz de fazer com que nenhum indivíduo ganhe mais tecido adiposo. Contudo, uma das respostas esperadas com o treinamento com pesos é o ganho de peso.

Normalmente espera-se que o indivíduo tenha um aumento significativo da sua massa muscular, enquanto também é natural que parte deste peso venha acompanhado de um pequeno acréscimo de gordura corporal.

O que realmente determina a qualidade desse ganho de peso é a nutrição, que deve ser preferencialmente acompanhada por um nutricionista qualificado.

Quando se come muito mais do que o corpo precisa, o ganho de gordura é muito maior do que o ganho de massa muscular, o que faz com que haja a ilusão de que a musculação engorda.

Indivíduos mais “cheinhos” também podem ter aumento da massa muscular, mas como seu percentual de gordura é alto, a sensação é de que eles engordaram ainda mais. Para ter maior definição, é preciso queimar essa gordura extra, enquanto o tecido muscular é mantido com uma dieta apropriada.

Portanto, tudo depende da nutrição e das escolhas alimentares de cada um.

6. É possível direcionar a perda de gordura?

Essa é uma pergunta que a resposta varia de acordo com o que o indivíduo deseja dizer.

Se o direcionamento significa queimar gordura localizada, saiba que esse é um dos maiores mitos que envolvem o mundo fitness. Não é possível queimar gordura de somente um local, naturalmente o organismo queima o tecido adiposo de forma uniforme por todo corpo.

Entretanto, se o objetivo do questionamento for direcionar o treinamento para queima de gordura, saiba que isso é totalmente possível e é sempre realizado pelo profissional de educação física.

Atividades aeróbicas, musculação com exercícios conjugados, treinos intervalados, circuitos e uma série de outras técnicas e abordagens são aplicadas justamente para que haja uma maior metabolização da gordura.

Portanto, é perfeitamente possível — neste sentido — direcionar a perda de gordura com um treinamento adequado.

Agora que você já sabe mais sobre o mundo fitness, não podemos deixar de mencionar que seus resultados são pautados prioritariamente pela sua nutrição balanceada.

Exercícios corretos e devidamente prescritos também são demasiadamente importantes para sua saúde, bem-estar e objetivos. Portanto, não deixe de contar com ajuda profissional.

Gostou de conhecer os 6 mitos e verdades sobre academia? Compartilhe este post nas redes sociais para ajudar mais pessoas a terem acesso a essas informações!

treinar na academia ou treinar em casaPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *