O que é falsa magra e quais suas características? Entenda!

sono e saúde
Sono e saúde: quais os benefícios dessa relação para o corpo?
8 de janeiro de 2021
bioimpedância
O que é o exame de bioimpedância e por que ele é importante?
1 de fevereiro de 2021
Mostrar Todos

O que é falsa magra e quais suas características? Entenda!

falsa magra

Você já ouviu falar em falsa magra? Essa é uma expressão bastante utilizada, mas muitas pessoas não sabem exatamente o que ela significa, de fato. Você, provavelmente, conhece alguém que é magro, está com o “peso ideal”, mas ainda assim tem algumas gordurinhas extras.

Esse é o famoso falso magro. Apesar de aparentar magreza, a verdade é que não está. Neste texto, você entenderá o que é falsa magra, como identificar e, principalmente, o que fazer para não ser uma delas. Aproveite a leitura!

O que é falsa magra?

Primeiro, precisamos entender o que realmente define se uma pessoa é magra ou não. Apesar do apego que, normalmente, temos com o peso, ele não é um bom indicador. Aquele número que a balança mostra contabiliza gordura, músculos, água e tudo mais que temos no corpo.

Por isso, a melhor maneira de verificar se uma pessoa é magra ou não é pela composição corporal. O percentual de gordura é uma das formas mais práticas de se fazer isso. Tanto pela bioimpedância quanto pelas dobras cutâneas, você consegue mensurar a quantidade de gordura no corpo. Existe uma faixa ideal, variando de acordo com a idade e sexo.

Como identificar uma falsa magra?

Visto que a magreza tem relação com a gordura e não com peso, a principal característica da falsa magra é o alto percentual de gordura, apesar da aparência e da massa corporal. Por isso, é comum ver pessoas magras com uma barriguinha ou gordura localizada. Nas mulheres, é muito comum o acúmulo de gordura no quadril e coxas.

Outra característica é o corpo flácido e a falta de massa muscular. Normalmente, os falsos magros não fazem nenhum tipo de atividade física. O sedentarismo é uma das principais causas para a perda de massa muscular — afinal, os músculos não estão sendo utilizados como deveriam.

Outra característica é a presença de outros problemas de saúde, como colesterol, doenças cardiovasculares, diabetes, entre outros. Essas são doenças associadas ao acúmulo de gordura. Os falsos magros estão sujeitos às mesmas doenças que pessoas obesas, devido ao elevado percentual de gordura.

Quais são os riscos de ser falsa magra e como descobrir com precisão?

Para conseguir identificar essas características com maior precisão, é interessante fazer uma avaliação física com um profissional qualificado. A utilização do adipômetro e de bons protocolos de análise mostrarão se seu acúmulo de tecido adiposo está acima do esperado para sua altura, peso e idade.

Outro ponto que vale a pena ser mencionado é a importância em tirar todas as medidas do corpo, em especial a da cintura e do quadril. Inclusive, vale mencionar que essa relação faz parte de uma das diretrizes da OMS para a busca de risco para doenças cardíacas e síndromes metabólicas.

Para calcular sua relação, basta dividir o tamanho da circunferência da sua cintura, com a circunferência do seu quadril para saber seu resultado. Acima de 0,80 para mulheres, indica alto risco para doenças cardiovasculares — por isso, é preciso muita atenção e mudanças de hábitos para a manutenção da saúde e a qualidade de vida.

Quanto ao colesterol e aos demais marcadores biológicos, recomenda-se um check-up com seu médico de confiança, para avaliação do seu caso. Medir a pressão arterial e, se possível, fazer um teste ergométrico são boas alternativas para verificar sua saúde e afastar doenças cardíacas, no futuro.

O que fazer para não ser uma falsa magra?

Você já deve ter percebido que não é bom ser uma falsa magra. Como o problema é o excesso de gordura, o que se deve fazer é reduzir o seu percentual. O sedentarismo, a má alimentação e o estresse são fatores que contribuem para o acúmulo dela. Para isso, vamos utilizar algumas estratégias diferentes. Veja abaixo.

Faça treinamento de força e exercícios aeróbicos

Procure fazer exercícios físicos, tanto treinos de força como os aeróbicos. Além de aumentar o gasto calórico, isso aumenta a massa muscular. Para conseguir esse equilíbrio, é preciso prestar muita atenção na alimentação (tópico seguinte) e na qualidade dos seus treinamentos.

Busque por profissionais capacitados para a montagem do seu programa de exercícios. No mais, entenda que, preferivelmente, seu treino de hipertrofia e seus aeróbicos devem ser realizados em momentos distintos para que surjam melhores resultados e maior intensidade em ambas atividades. Procure os treinos intervalados como alternativa aos aeróbicos tradicionais — além de eficazes, eles levam bem menos tempo.

Cuide da sua alimentação

Outro ponto que merece ser avaliado é a alimentação. Procure por um nutricionista para passar a dieta mais adequada e não deixe de seguir as recomendações. Provavelmente, sua dieta terá maior concentração de proteínas (especialmente as carnes magras, como frango e peixe).

Os carboidratos devem diminuir, e, essencialmente, ganhar mais qualidade, com opções integrais e de baixo índice glicêmico. O arroz integral, a batata-doce e a aveia serão seus melhores amigos — tanto na saciedade quanto nos seus resultados. Quanto às gorduras, elas nunca devem ser eliminadas por completo. O foco consiste em opções saudáveis e de qualidade, como azeite de oliva extravirgem, óleo de peixe, entre outras.

Vale ressaltar que não é recomendado dietas da moda ou demasiadamente restritivas. Elas podem provocar o efeito completamente contrário, fazendo com que você perca massa muscular e fique ainda mais flácida.

Tenha paciência e mantenha a constância

Mudar a composição corporal não é uma das tarefas mais fáceis. Para ter sucesso, é preciso se manter constante, semana após semana — tanto no treino, quanto na dieta.

Não há nada pior do que desistir no meio do caminho ou, simplesmente, não saber como continuar. Na dúvida, troque de modalidade e não deixe de permanecer no seu caminho rumo ao corpo ideal. Existem vários caminhos até seu objetivo e, na dúvida, conte com o profissional de educação física para ajudá-la.

Agora, você já sabe o que é uma falsa magra e quais as principais características. Se você acha que pode ser uma, mude alguns hábitos, imediatamente. Com nossas dicas, você atingirá seus objetivos estéticos e de saúde.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe-o nas suas redes sociais. Assim, seus amigos também vão saber o que é uma falsa magra e como mudar isso!

treinar na academia ou treinar em casaPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *