Afinal, o treinamento funcional visa só o emagrecimento?

treinamento funcional emagrece

Afinal, o treinamento funcional visa só o emagrecimento?

Que o treino funcional emagrece é um fato! Nos últimos tempos, temos visto cada vez mais a demanda para esse tipo de treino que conquistou, sem esforço, a preferência da maioria das pessoas.

Para quem não está familiarizado com o assunto, resolvemos tirar uma dúvida que é muito comum: o treinamento funcional visa outras coisas a não ser o emagrecimento? Quais outros benefícios podemos obter com essa prática? Se você quer descobrir, continue a leitura deste post e confira detalhes importantes sobre o assunto!

O que é o treino funcional?

Trata-se de um treino baseado em movimentos que são naturais do ser humano e que costumamos realizar no dia a dia, tais como puxar, agachar, correr, empurrar, girar, pular etc. O intuito é trabalhar vários tipos de atividades, fazendo uma sequência de movimentos inteligentes que visam desenvolver nossa força, agilidade, flexibilidade, equilíbrio e resistência.

Por isso, o nome “funcional” se aplica tão bem, já que utiliza ações de acordo com suas funções propriamente ditas, para que o praticante se desenvolva e tenha um ganho real na sua qualidade de vida diária. Quem adere à prática não realizará apenas exercícios e eixos isolados que podem se tornar monótonos e entediantes com o tempo.

O nosso corpo é muito complexo e funciona sempre de maneira conjunta, com alguns grupos musculares trabalhando ao mesmo tempo para nos dar sustentação, seja para nos manter sentados, para que possamos caminhar, entre outras atividades. Vamos imaginar uma pessoa que está correndo: quantos grupos musculares estão ativos simultaneamente para que ela mantenha o ritmo e não sofra algum acidente, como cair, por exemplo?

Com movimentações tridimensionais, o funcional pode ser usado também na reabilitação de pessoas. Ele melhora a capacidade coordenativa, a postura e pode ser praticado por pessoas de todas as idades. Outro ganho secundário é que ele estimula várias áreas do cérebro, fazendo com que melhoremos nosso processo de aprendizagem. Sendo assim, além do fato de que o treino funcional emagrece, ele também aprimora processos cognitivos e auxilia no aprendizado.

Quais benefícios o treino funcional proporciona, além do emagrecimento?

É evidente que uma proposta tão eficaz, como essa atividade, traz diversos benefícios ao corpo humano, não só em função do emagrecimento. Por isso, reunimos as principais vantagens que a prática desse tipo de exercício proporciona. Acompanhe!

Ganho de massa muscular

Se o seu objetivo é ganhar massa muscular, o treino funcional também se aplica a você. Com a ativação de vários grupos, por meio de exercícios multiarticulares, o ganho de músculos é certo, tonificando a musculatura de todo o corpo. É claro que o treinamento vai ser montado respeitando as finalidades de cada praticante. Por isso, é possível dar um enfoque em certos grupos musculares, ou mesmo na parte cardiovascular do aluno.

Melhoria da postura

A nossa postura também diz muito sobre a nossa personalidade e muitas pessoas passam horas sem uma postura adequada, seja no trabalho ou em casa. Ao trabalhar a musculatura estabilizadora, o funcional exercita aquelas áreas que auxiliam a manter uma postura ereta, prevenindo, assim, uma hérnia de disco, por exemplo. Além disso, desenvolve a consciência corporal, mantendo você consciente e vigilante para usar isso na sua rotina.

Otimização do aparelho cardiorrespiratório

Este item é dedicado a mostrar o por quê o treinamento funcional emagrece. Com a demanda constante de velocidade na execução de tarefas ou permanência em algumas posições, ele exige que a sua capacidade cardiovascular esteja em dia, caso você queira permanecer inteiro até o fim da aula. Obviamente, existem vários níveis de esforço e, para um iniciante, a exigência corresponderá à de alguém em fase adaptação. Mas, não espere moleza, pois, dentro de poucas semanas, o seu corpo se adaptará e você conseguirá se esforçar um pouco mais.

Tonificação do corpo todo, de uma só vez

Essa é a grande vantagem de exercícios diversificados e que utilizam várias partes do corpo ao mesmo tempo: o trabalho simultâneo o torna eficiente e pragmático. Afinal, quem é que nunca se sentiu entediado com fichas de academia? Essa realidade é completamente diferente com o treinamento funcional. Com exercícios compostos, que utilizam braços e pernas ao mesmo tempo, o treino funcional emagrece e desenvolve a musculatura.

Fortalecimento do core

O core é um conjunto integrado de músculos, em formato de cinturão, que estabiliza e suporta a bacia, a pélvis, o abdômen e a coluna lombar. Ele é conhecido como o centro de gravidade do nosso corpo. Dito isso, fica clara a importância de se ter esse grupo muscular bem trabalhado e ativo, para que, em um momento de necessidade, não falte força nessa região. Mesclando exercícios dinâmicos com exercícios isométricos, o funcional vai deixar essa área fortalecida e segura.

Sabe aquela dorzinha na lombar que você sente no fim do dia, ou mesmo, aquela fisgadinha ao tentar erguer algum objeto mais pesado? Muito possivelmente é o seu core que precisa ser fortalecido e não está conseguindo executar sua função corretamente. Além do mais, uma lesão nessa região (lombar) pode se tornar algo sério. Sendo assim, o fortalecimento consciente é o melhor meio de prevenção encontrado até hoje. Por isso, não deixe de exercitar essa parte de seu corpo.

Auxílio na reabilitação

Quem é que nunca sentiu um incômodo ou limitação em alguma parte do corpo ao fazer determinado movimento? O treinamento funcional vai trabalhar essas ações progressivamente, auxiliando a ganhar mobilidade, para que você possa se movimentar de forma mais livre.

Mesmo para pessoas que já têm histórico de lesões ou cirurgias, é possível montar treinamentos personalizados que atendam a casos específicos, atuando e ativando a musculatura profunda. No caso do core, esse grupo protege a coluna vertebral e sustenta o tronco — área de extrema sensibilidade do nosso corpo.

Aumento da consciência corporal

Outro dos benefícios do treinamento funcional, que vão muito além do emagrecimento, é o aumento da consciência corporal. Nos dias corridos de hoje, especialmente nos grandes centros urbanos, é bastante comum que a gente acabe perdendo um pouco do contato com o próprio corpo e suas valências, como flexibilidade, resistência e assim por diante.

Os exercícios nos ajudam a entender nossos próprios limites, evitando lesões sérias. No entanto, é importante compreender que isso não é uma tarefa das mais simples e se trata de um processo gradativo, que vai proporcionando melhores resultados quanto maior for a sua disciplina e regularidade.

Alívio do estresse e ansiedade

Quem não deseja obter um alívio para o estresse e ansiedade que se fazem tão presentes na rotina atual? Se você se identifica com isso, saiba que o treino funcional não tem benefícios apenas físicos, mas também favorece a parte psíquica e mental. E isso ocorre por questões fisiológicas, metabólicas e, até mesmo, sociais.

Ir para o treino ajuda a ter um hábito saudável, trazendo maior autoconfiança e autoestima. O organismo fica mais ativo e você ganha mais energia, que pode ser usada no trabalho, na vida pessoal e praticamente para tudo. Além disso, exercícios liberam hormônios como endorfina, serotonina e dopamina, essenciais para o bem-estar humano.

Quais os principais exercícios do treino funcional?

Você já conheceu melhor o conceito de treino funcional e alguns dos inúmeros benefícios que ele pode oferecer para os seus praticantes. No entanto, se você deseja partir para a ação, é importante saber como fazer isso e quais são os músculos trabalhados em cada exercício. Continue lendo e descubra.

Prancha

Sem sombra de dúvidas, a prancha é um dos principais exercícios para quem deseja um bom treino funcional. Ela ajuda na definição e na consciência corporal, servindo de base para diversas outras atividades. Para executá-la, basta deitar de barriga para baixo, com as pernas bem esticadas, apoiando o peso nos cotovelos e mantendo a posição por alguns segundos.

Agachamento

O agachamento é um clássico das academias de ginástica e também deve fazer parte de um bom treinamento funcional. Ele trabalha membros inferiores e glúteos, mas tem uma execução que demanda atenção. Basta ficar em pé, afastar as pernas, esticar os braços para frente e ir agachando lentamente, usualmente em séries de 8 a 12 repetições.

Flexão

Outro clássico é a flexão de tronco, que também não deixa de ser um excelente exercício funcional. Ela trabalha peitoral, tríceps e a região do core, fortalecendo musculaturas estabilizadoras. Não demanda nenhum acessório, mas deve ser feita por praticantes mais experientes, de forma que os movimentos sejam realizados com precisão.

Abdominais

Quem não quer ter um abdome definido para ir à praia sem nenhum constrangimento? No entanto, o que muita gente não sabe é que a área é muito importante para diversas atividades físicas e da rotina. Fazer abdominais é essencial e você pode variar os movimentos, trabalhando os músculos oblíquos, reto e transverso.

Como vimos, o treino funcional emagrece e proporciona vários outros benefícios para o corpo e a saúde em geral. Entretanto, não se esqueça de levar essas informações para o responsável pela aula, pois somente ele saberá avaliar até onde ir, de maneira segura. Além do mais, a busca por uma academia de procedência tem total importância.

Gostou de aprender se o treinamento funcional visa só o emagrecimento ou não? Então, qual tal fazer o download do nosso e-book e descobrir se é mais interessante treinar em casa ou na academia?

e-book emagrecimento

Post Recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Tudo sobre os mais diversos temas sobre treinamentos, modalidades e dicas.

Share via
Copy link