O que é o exame de bioimpedância e por que ele é importante?

bioimpedância

O que é o exame de bioimpedância e por que ele é importante?

Se você está cuidando da alimentação com a ajuda de um nutricionista ou está buscando melhorar a saúde praticando exercícios físicos com o acompanhamento de profissionais, provavelmente, em algum momento, já se perguntou o que é exame de bioimpedância.

Basicamente, ele pode ser definido como uma avaliação física que determina a composição corporal de um indivíduo. Ele é importante para que a pessoa controle a sua saúde e para que os profissionais da área possam saber como estão alguns índices fundamentais para o progresso no treinamento e na dieta, como a quantidade de gordura no corpo.

Sabemos que esse assunto gera muitas dúvidas. Por isso, neste post, vamos falar sobre os principais questionamentos que as pessoas costumam ter. Acompanhe e descubra o que é o exame de bioimpedância, qual a sua importância, como se preparar para realizá-lo e como interpretar os resultados.

O que é o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é um teste que analisa a composição corporal. Por meio dele, é possível obter dados sobre:

  • quantidade de água corporal total;
  • quantidade de proteínas;
  • quantidade de minerais;
  • massa de gordura;
  • massa muscular;
  • peso;
  • índice de massa corporal (IMC);
  • percentual de gordura (PGC);
  • relação cintura-quadril;
  • nível de gordura visceral;
  • taxa metabólica basal.

Apesar de parecer complexo por oferecer muitos dados, a bioimpedância é um exame simples. Para realizá-lo, basta subir em uma balança, segurar em uma alça e pressioná-la rapidamente. O equipamento funciona por meio de uma leve corrente elétrica, que é capaz de medir a quantidade de todos os elementos citados acima.

Basicamente, a resistência à corrente elétrica muda conforme a composição corporal. Dessa forma, em poucos minutos, a balança fornece esse resultado completo sobre as substâncias que compõem o corpo.

O exame costumava ser muito utilizado por atletas, que precisam saber de forma detalhada qual a porcentagem de cada elemento para melhorar a performance. Atualmente, a prática é comum, e as melhores academias, nutricionistas e médicos já trabalham com a tecnologia.

Qual a importância de realizá-lo?

A análise corporal por meio da bioimpedância é muito importante para se ter uma ideia de como realmente está a saúde de um indivíduo. Muitas vezes, as pessoas costumam considerar apenas o seu peso corporal total para saber como está o seu estado físico. Entretanto, essa medida pode significar muitas coisas diferentes.

Uma pessoa que pesa 50 kg pode ter um elevado índice de gordura, o que é prejudicial à saúde. Outra pessoa, com o mesmo peso, pode ter em sua composição corporal uma maior massa magra. Assim, essa diferença entre a quantidade dos elementos pode ser determinante para alguém estar saudável ou não, por exemplo.

Essa informação só pode ser obtida por meio de uma avaliação específica, como a bioimpedância. O resultado desse exame é capaz de fornecer exatamente do que é formado o peso total da pessoa, mostrando o quanto daquilo é osso, água, gordura, massa muscular etc.

Como se preparar para o exame de bioimpedância?

A bioimpedância, apesar de simples, requer alguns cuidados para que os resultados não se alterem. Confira, a seguir, qual a preparação mais indicada para se obter dados fidedignos:

  • não fazer refeições por no mínimo duas horas antes do exame;
  • não ingerir bebidas alcoólicas no dia anterior e no dia do exame;
  • não fazer o uso de diuréticos no dia anterior e no dia do exame;
  • evitar o consumo de alimentos ricos em cafeína, como café, chás escuros e chocolates no dia anterior e no dia do exame;
  • vestir um short largo e um top para mulheres;
  • não utilizar acessórios contendo metal, como brincos, pulseiras, anéis e piercings;
  • não realizar exercício físico ou sauna no dia do exame;
  • estar com a bexiga vazia no momento do exame.

Pessoas que não podem fazer o exame

Além da preparação, algumas pessoas não devem ser submetidas ao exame de bioimpedância devido à corrente elétrica ou à probabilidade dos resultados darem alterados:

  • mulheres em período menstrual ou pré-menstrual;
  • mulheres grávidas ou que estejam suspeitando de gravidez;
  • pessoas que tenham marca-passo ou qualquer aparelho eletrônico interno ao corpo;
  • pessoas que tenham alguma placa metálica no corpo.

Como interpretar os resultados apontados pelo exame?

Você já sabe o que é a bioimpedância, a sua importância e os cuidados antes de realizá-la. Agora vamos falar sobre como interpretar os resultados. A seguir, explicaremos o que cada um dos dados analisados significam e para que servem.

Análise corporal

Dentro da análise corporal, você verá o resultado de cada substância em quilogramas. A soma de todas elas equivale ao seu peso total. Os elementos dispostos nessa parte do exame são:

  • quantidade total de água no corpo;
  • proteínas (que servem para a construção dos músculos);
  • minerais (que servem para fortalecer os ossos);
  • massa de gordura (que serve para armazenar energia);
  • peso (soma de todos dados da análise corporal).

Análise de músculo e gordura

Nessa parte do exame, você poderá observar o quanto do peso é músculo e o quanto é gordura. Junto a isso, haverá uma referência que indicará se o seu resultado está abaixo, normal ou acima do esperado para as suas características — como idade, sexo e altura.

Ao lado de cada resultado, é possível verificar a referência em parênteses, indicando um valor mínimo e um máximo. O ideal é que a sua análise de músculo e gordura esteja dentro desse intervalo.

Análise do Índice de Massa Corporal (IMC) e Percentual de Gordura (PGC)

Dentro dos resultados, você encontrará também o seu IMC e o seu PGC. Ambos os parâmetros têm o objetivo de avaliar o grau de obesidade do indivíduo. O primeiro nada mais é que uma análise do peso corporal, considerando a altura.

Já o percentual de gordura equivale à formação do corpo, considerando outras duas substâncias: a água e a massa muscular. Nessa parte da análise, você também encontrará os valores de referência classificando o seu resultado como abaixo, normal ou acima.

Outros resultados

Além da análise já exposta, você pode encontrar no seu exame outros dados como:

  • relação cintura-quadril (diz respeito às medidas dessas duas partes do corpo);
  • e o nível de gordura visceral (corresponde à quantidade de gordura que envolve órgãos importantes).

Esses dois valores são importantes marcadores para doenças cardiovasculares, portanto, é fundamental que o resultado dessa análise esteja dentro do valor de referência indicado no exame.

Se interessar pelo que é exame de bioimpedância e buscar informações sobre ele mostra o quanto você está interessado em sua saúde e qualidade de vida. Afinal, esse é um importante meio de se informar sobre quais são os principais componentes do organismo e os riscos que esses dados podem trazer à saúde.

Se você está cuidando da alimentação com a ajuda de um nutricionista ou está buscando melhorar a saúde praticando exercícios físicos com o acompanhamento de profissionais, provavelmente, em algum momento, já se perguntou o que é exame de bioimpedância.

Basicamente, ele pode ser definido como uma avaliação física que determina a composição corporal de um indivíduo. Ele é importante para que a pessoa controle a sua saúde e para que os profissionais da área possam saber como estão alguns índices fundamentais para o progresso no treinamento e na dieta, como a quantidade de gordura no corpo.

Sabemos que esse assunto gera muitas dúvidas. Por isso, neste post, vamos falar sobre os principais questionamentos que as pessoas costumam ter. Acompanhe e descubra o que é o exame de bioimpedância, qual a sua importância, como se preparar para realizá-lo e como interpretar os resultados.

O que é o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é um teste que analisa a composição corporal. Por meio dele, é possível obter dados sobre:

  • a quantidade de água corporal total;
  • a quantidade de proteínas;
  • a quantidade de minerais;
  • a massa de gordura;
  • a massa muscular;
  • o peso;
  • o Índice de Massa Corporal (IMC);
  • o percentual de gordura (PGC);
  • a relação cintura-quadril;
  • o nível de gordura visceral;
  • a taxa metabólica basal;
  • a quantidade de água no organismo;
  • a densidade óssea, também chamada de peso ósseo.

Apesar de parecer complexa por oferecer muitos dados, a bioimpedância é um exame simples. Para realizá-lo, basta subir em uma balança, segurar em uma alça e pressioná-la rapidamente. O equipamento funciona por meio de uma leve corrente elétrica, que é capaz de medir a quantidade de todos os elementos citados acima.

Basicamente, a resistência à corrente elétrica muda conforme a composição corporal. Dessa forma, em poucos minutos, a balança fornece esse resultado completo sobre as substâncias que compõem o corpo.

O exame costumava ser muito utilizado por atletas, que precisam saber de forma detalhada qual a porcentagem de cada elemento para melhorar a performance. Atualmente, a prática é comum, e as melhores academias, nutricionistas e médicos já trabalham com a tecnologia.

Qual a importância de realizá-lo?

A análise corporal por meio da bioimpedância é muito importante para se ter uma ideia de como realmente está a saúde de um indivíduo. Muitas vezes, as pessoas costumam considerar apenas o seu peso corporal total para saber como está o seu estado físico. Entretanto, essa medida pode significar muitas coisas diferentes.

Uma pessoa que pesa 50 kg pode ter um elevado índice de gordura, o que é prejudicial à saúde. Outra pessoa, com o mesmo peso, pode ter em sua composição corporal uma maior massa magra. Assim, essa diferença entre a quantidade dos elementos pode ser determinante para alguém estar saudável ou não, por exemplo.

Essa informação só pode ser obtida por meio de uma avaliação específica, como a bioimpedância. O resultado desse exame é capaz de fornecer exatamente do que é formado o peso total da pessoa, mostrando o quanto daquilo é osso, água, gordura, massa muscular etc.

Quando o exame precisa ser feito?

Como dissemos, o exame de bioimpedância mostra índices importantes do nosso corpo, por isso, ele é bastante indicado para atletas e praticantes de atividades de alto desempenho — que o fazem de acordo com a orientação profissional.

As pessoas que procuram por um nutricionista (seja para ganhar peso, emagrecer ou perder gordura, por exemplo) também costumam fazer a bioimpedância logo na primeira consulta, a fim de registrar a sua composição corporal inicial.

A depender do profissional, do comportamento do paciente e também dos resultados desejados, é comum que o exame seja repetido a cada 3 ou 6 meses. Nesses intervalos, é possível avaliar se os novos hábitos alimentares têm transformado a gordura e o peso corporal, entre outros.

Como se preparar para o exame de bioimpedância?

A bioimpedância, apesar de simples, requer alguns cuidados para que os resultados não se alterem. Confira, a seguir, qual a preparação mais indicada para se obter dados fidedignos:

  • não fazer refeições por no mínimo duas horas antes do exame;
  • não ingerir bebidas alcoólicas no dia anterior e no dia do exame;
  • não fazer o uso de diuréticos no dia anterior e no dia do exame;
  • evitar o consumo de alimentos ricos em cafeína, como café, chás escuros e chocolates no dia anterior e no dia do exame;
  • vestir um short largo e um top para mulheres;
  • não utilizar acessórios contendo metal, como brincos, pulseiras, anéis e piercings;
  • não realizar exercício físico ou sauna no dia do exame;
  • estar com a bexiga vazia no momento do exame.

Pessoas que não podem fazer o exame

Além da preparação, algumas pessoas não devem ser submetidas ao exame de bioimpedância devido à corrente elétrica ou à probabilidade dos resultados darem alterados:

  • mulheres em período menstrual ou pré-menstrual;
  • mulheres grávidas ou que estejam suspeitando de gravidez;
  • pessoas que tenham marca-passo ou qualquer aparelho eletrônico interno ao corpo;
  • pessoas que tenham alguma placa metálica no corpo.

Como interpretar os resultados apontados pelo exame?

Você já sabe o que é a bioimpedância, a sua importância e os cuidados antes de realizá-la. Agora vamos falar sobre como interpretar os resultados. A seguir, explicaremos o que cada um dos dados analisados significam e para que servem.

Análise corporal

Dentro da análise corporal, você verá o resultado de cada substância em quilogramas. A soma de todas elas equivalem ao seu peso total. Os elementos dispostos nessa parte do exame são:

  • quantidade total de água no corpo;
  • proteínas (que servem para a construção dos músculos);
  • minerais (que servem para fortalecer os ossos);
  • massa de gordura (que serve para armazenar energia);
  • peso (soma de todos dados da análise corporal).

Análise de músculo e gordura

Nessa parte do exame, você poderá observar o quanto do peso é músculo e o quanto é gordura. Junto a isso, haverá uma referência que indicará se o seu resultado está abaixo, normal ou acima do esperado para as suas características — como idade, sexo e altura.

Ao lado de cada resultado, é possível verificar a referência em parênteses, indicando um valor mínimo e um máximo. O ideal é que a sua análise de músculo e gordura esteja dentro desse intervalo.

Análise do Índice de Massa Corporal (IMC) e Percentual de Gordura (PGC)

Dentro dos resultados, você encontrará também o seu IMC e o seu PGC. Ambos os parâmetros têm o objetivo de avaliar o grau de obesidade do indivíduo. O primeiro nada mais é que uma análise do peso corporal, considerando a altura.

Já o percentual de gordura equivale à formação do corpo, considerando outras duas substâncias: a água e a massa muscular. Nessa parte da análise, você também encontrará os valores de referência classificando o seu resultado como abaixo, normal ou acima.

Outros resultados

Além da análise já exposta, você pode encontrar no seu exame outros dados como:

  • relação cintura-quadril (diz respeito às medidas dessas duas partes do corpo);
  • e o nível de gordura visceral (corresponde à quantidade de gordura que envolve órgãos importantes).

Esses dois valores são importantes marcadores para doenças cardiovasculares, portanto, é fundamental que o resultado dessa análise esteja dentro do valor de referência indicado no exame.

Quais são os reais benefícios do exame?

Em um primeiro momento, apenas conseguir diferenciar as taxas do organismo já é um grande benefício — tanto para quem busca mais saúde quanto para quem quer bons resultados estéticos.

Isso porque o peso indicado nas balanças tradicionais pode confundir e frustrar muita gente. Se uma pessoa segue apenas o número total do peso corporal, pode ter a falsa impressão de que há muito o que emagrecer, por exemplo, mas esse valor não aponta dados particulares, como o peso dos ossos, e nem diferencia o que é gordura ou água.

O exame de bioimpedância também é importante para a manutenção da saúde de forma geral, já que ele ajuda a compreender os níveis de proteínas e minerais no organismo. Dessa forma, é possível diagnosticar fatores de risco nutricional, possibilitando a prevenção de doenças.

Ou seja, a partir desse exame simples, o nutricionista poderá indicar alimentos e nutrientes essenciais para a saúde, mas que estão em pequena quantidade. Uma informação que pouco tem a ver com o peso corporal em si, mas que é essencial para a qualidade de vida de qualquer pessoa.

O que mais vale a pena saber sobre o exame?

Os profissionais que fazem o exame de bioimpedância são os nutricionistas e os endocrinologistas. Você certamente vai se deparar com as balanças nesses consultórios e também em algumas academias que contam com esse tipo de atendimento.

Como dissemos, a medição acontece por meio de uma corrente elétrica de baixa intensidade que percorre o corpo. Os métodos mais comuns de fazer o exame são por meio da balança e do aparelho.

Enquanto a balança é mais precisa em relação à metade inferior do corpo, o aparelho que é segurado com as mãos indica os números da composição do tronco, cabeça e braços.

Para nós, pacientes, é difícil avaliar a qualidade desses medidores, mas vale a dica: bons profissionais e academias geralmente vão contar com aparelhos melhores, já que investem mais na qualidade dos seus serviços.

Algumas dicas para garantir resultados mais exatos em seu exame são:

  • não fazer exercício físico, comer ou beber café 4 horas antes;
  • não ingerir bebidas alcoólicas 48 horas antes;
  • ingerir de 2 a 4 copos de água 2 horas antes;
  • usar roupas leves e a menor quantidade possível;
  • não utilizar hidratantes nas mãos e nos pés.

Se interessar pelo que é exame de bioimpedância e buscar informações sobre ele mostra o quanto você está interessado em sua saúde e qualidade de vida. Afinal, esse é um importante meio de se informar sobre quais são os principais componentes do organismo e os riscos que esses dados podem trazer à saúde.

O que você achou do nosso post? Agora que você já sabe o que é o exame de bioimpedância, que tal aprender mais sobre saúde e exercícios físicos? Assine a nossa newsletter e não perca nenhuma postagem referente a esses assuntos!

e-book emagrecimento

Post Recentes

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES

Tudo sobre os mais diversos temas sobre treinamentos, modalidades e dicas.

Share via
Copy link